2 de mai de 2008

Figura Materna- afetividade

É fundamental trabalhar conceitos como afeto e sensibilidade.

Para reconhecer a figura da mãe com afetividade, a educadora Marília Marques Machado sugere a produção de um texto coletivo:
-Apresente um cartaz com fotos de mulheres de diversas etnias, níveis sócio-econômicos e profissões.
-É importante que as figuras mostrem pessoas em atividade.
-Promova um debate sobre o que é a
mãe, qual a sua importância e o que ela faz.

-Depois os alunos contam como gostariam que fossem suas mães e mandam um recado para elas.
-Anote tudo o que for falado pelas crianças.
-O texto será feito a partir desses comentários espontâneos.
-Cada aluno recebe uma folha com o texto pronto, faz uma ilustração e entrega à pessoa que pretende homenagear.
Outras sugestões:
-promover um recital
-montar um mural com as fotos e a produção dos alunos
-realizar atividades baseadas no livro Se as Coisas Fossem Mães
Os estudantes da Escola Martim Pescador, na Ilha do Governador, RJ, depois de ler este livro, criaram os próprios personagens: a Mãe Televisão, a Mãe Lua, a Mãe Terra, a Mãe Música etc.
Conta a supervisora Vera Wanderley:

"Com a atividade eles perceberam que a figura materna
está em muitas coisas, não importando
se é mãe verdadeira ou postiça,
mãe vovó ou mãe titia"
"Sem falar no pai,
que muitas vezes
também é
mãe."


Um comentário:

  1. Livro: Se as coisas fossem mãe
    Autora: Silvia Orthof

    Gosto deste livro e da proposta apresentada pelo blog para este tema!

    ResponderExcluir