29 de jan de 2007


Wilma Gramkow (ao centro), aos 72 anos, rodeada pelos professores da Universidade de Hamburgo, celebra a defesa de sua tese doutoral. A despeito do avanço do câncer e da quimioterapia ela recusou desistir do sonho de obter um grau doutoral. [Foto: Anja Schaebe/ANN]

http://www.advir.com.br/news

2 comentários:

  1. Que determinação, né?
    Um grande exemplo prá nós, enquanto há há vida tb há esperança!

    ResponderExcluir
  2. é verdade! é uma lição de vida!

    ResponderExcluir