19 de jan de 2016

Bastão da palavra

O que fazer com a enxurrada de ideias que os alunos querem apresentar na mesma hora?

Use o BASTÃO DA PALAVRA!

Quem está com o bastão na mão, tem a palavra. Os outros aguardam sua vez de segurar o bastão e aí poderem falar.

Isso assegura a vez de cada um e permite a atenção a cada fala.

O Bastão que fala

Sempre me impressiona o fato de vastos ensinamentos se desdobrarem quando nos permitimos aprender mais sobre itens, costumes ou o que quer que seja na cultura desse povo tão ligado à natureza, e que talvez por esse mesmo motivo pudessem sempre ver e sentir muito mais que nós em tudo que Deus criou, tudo no universo.
O "Bastão que fala" é um excelente exemplo. Um pedaço de madeira cheio de adornos utilizado principalmente nos conselhos e reuniões, seu princípio era o seguinte: nos círculos de participantes o detentor do bastão era o único com direito a falar, e não como uma forma de organização, mas pelo respeito de todos e cada um pela opinião do próximo, pela confiança na verdade das palavras que sempre representavam a intenção do melhor para o grupo, independente se seriam elas a apresentar as soluções esperadas, afinal, se a verdade e a boa intenção estavam nas palavras de cada um, direta ou indiretamente todas fariam parte do resultado final.
http://queroserselvagem.blogspot.com.br/2009/01/o-basto-que-fala.html

No Youtube há um vídeo que mostra uma aula com o uso desta técnica (a partir de 7:52)
https://www.youtube.com/watch?v=xRPgEIq8bzk

Nenhum comentário:

Postar um comentário