4 de out de 2010

DEPOIMENTO “A professora a caminho do dever cívico” - Parte I

Numa barraca de camelô, várias perucas multicoloridas de palhaço fizeram meus olhos brilhar, aliás, era um dos poucos artigos que estavam expostos.

Imaginei aquelas perucas na cabecinha das crianças e até encobrindo a calvície do diretor da escola, com certeza fariam muito sucesso na festa do Dia das Crianças que se aproxima.

Continuando minha caminhada, notei alguns jovens com nariz de palhaço. Pensei comigo mesma: quando passar por eles não vou nem olhar, vou frustrar a intenção deles de chamar minha atenção... bobagem, eles sabiam que já haviam conseguido.

No trajeto, num ônibus coletivo, não consegui deixar de prestar atenção na conversa de algumas pessoas (confesso que muitas vezes isto me irrita).Qual era o assunto: O palhaço candidato!!!

Mentalmente, concordei com uma das mulheres que participava da conversa; com o desenrolar da tagarelice deles, percebi que se tratava de uma professora, como eu! Ufa, nem tudo está perdido!

O que me indignou foi mais uma vez ouvir que este era um ótimo voto de protesto...SERÁ QUE TODOS OS POLÍTICOS RECEBERAM O RECADO?

A política de nosso país passa uma imagem de circo. É uma palhaçada! Basta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário