4 de dez de 2008

Teatro de Natal- A Dádiva Perfeita

Adaptado do Pequeno Drama de Durvalina Gomes Correa

Narrador-Que dia maravilhoso, dia de comemorar a primeira vinda de Jesus.Tudo está em festa: há árvores enfeitadas, sinos soando, presentes e banquetes...Deus nos criou para repartir seu amor conosco,quando surgiu o pecado nos afastamos dele. Mas Ele continuou nos amando,então Jesus veio viver entre nós para nos resgatar.Como retribuir? Hoje quem conseguir iluminar esta árvore com seu presente para Jesus, terá feito a DÁDIVA PERFEITA.

Entra no palco uma mulher ricamente vestida-Eu trago esta jóia de grande preço: Um bracelete de fino ouro incrustado com pedras preciosas. É relíquia de minha distinta família. É o que possuo de mais precioso.Tenho certeza que oferecido ao Senhor Jesus será a DÁDIVA PERFEITA.

Narrador: Não se acenderam as luzes?!Riqueza não é a DÁDIVA PERFEITA.

Entra um homem com beca de formatura e muitos canudos de diploma-Tenho meus diplomas que certificam meu saber, consegui-os com grande esforço e boa vontade, quero oferecê-los ao meu senhor Jesus Cristo.

Narrador-Não se acenderam as luzes?! A sabedoria não é a DÁDIVA PERFEITA.

Entra uma solista-Prá mim a música é sublime, maravilhosa.Já ouvi dizer que tenho uma bela voz. Sinto-me contente em poder ofertar este precioso dom ao Senhor. (canta um solo)

Narrador-Não se acenderam as luzes?! Esta ainda não é a DÁDIVA PERFEITA.

Entra o rei com seu manto e coroa-Viajei muitos quilômetros, enfrentei horas no avião para estar aqui.Sabem o que vim oferecer? Metade do meu reino? Não! Todo o meu reino! (Retira a coroa e a oferece).

Narrador-Não se acenderam as luzes?! Reinos não são a DÁDIVA PERFEITA.

Entra um jovem-Oferto a beleza e o vigor da juventude. Quero ser missionário onde meu Senhor me mandar.Quero levar a mensagem da salvação àqueles que estão nas trevas deste mundo.

Narrador-Não se acenderam as luzes?! Dar a vida toda em serviço ainda não é a DÁDIVA PERFEITA.

Entra uma criança mal vestida, todos dizem-Que pobre criança! Não tem nada para ofertar.

Criança-Ofereço meu amor a Jesus e gosto de todos aqui. Vamos unir nossos corações?

Todos-Dão-se as mãos e neste momento as luzes se acendem.

Narrador-Neste dia não há diferenças entre os cristãos, não importa se é criança, jovem ou adulto,não importa se é rico, pobre ou remediado, todos estão festejando juntos.Seria tão bom se este espírito de alegria, de união fosse movido pelo verdadeiro Amor. Seria tão bom se durasse o ano inteiro.
"Amai a Deus sobre todas as coisas e ao teu próximo como a ti mesmo"

Nenhum comentário:

Postar um comentário