14 de mar de 2008

Alfabetização

Os níveis estruturais da linguagem escrita podem explicar as diferenças individuais e os diferentes ritmos dos alunos. Segundo Emilia Ferreiro são:

1) Nível Pré-Silábico- não se busca correspondência com o som;
hipóteses estabelecidas em torno do tipo e da quantidade de grafismo.

A criança tenta nesse nível:
· diferenciar entre desenho e escrita
· utilizar no mínimo duas ou três letras para escrever palavras
· reproduzir os traços da escrita (imprensa ou cursiva), escolhendo a que lhe é mais familiar

· percebe que é preciso variar os caracteres para obter palavras diferentes

2) Nível Silábico-

Silábico- compreende que as diferenças na representação escrita está relacionada com o "som" das palavras, o que a leva a sentir a necessidade de usar uma forma de grafia para cada som. Utiliza os símbolos gráficos de forma aleatória, usando apenas consoantes, ora apenas vogais, ora letras inventadas e repetindo-as de acordo com o número de sílabas das palavras.

Silábico- Alfabético- convivem as formas de fazer corresponder os sons às formas silábica e alfabética e a criança pode escolher as letras ou de forma ortográfica ou fonética.


3)Nível Alfabético- a criança agora entende que:
· a sílaba não pode ser considerada uma unidade e que pode ser separada em unidades menores
· a identificação do som não é garantia da identificação da letra, o que pode gerar as famosas dificuldades ortográficas
· a escrita supõe a necessidade da análise fonética das palavras

Um comentário:

  1. QUERIDA AMEI A IDÉIA DOS JOGOS PARA LEITURA, ESTOU PRECISANDO MUITO DE AJUDA. BEIJOS

    ResponderExcluir